Principais Membros

Renato Bertani Diretor Executivo  

Renato Bertani é Diretor Executivo da Barra Energia desde maio de 2010, responsável pela definição das estratégias de negócio, implementação de um plano de investimentos em exploração e desenvolvimento da produção em certas bacias sedimentares brasileiras, e pela gestão operacional e corporativa da companhia.

Em dezembro de 2011 Bertani foi eleito Presidente do Conselho Mundial de Petróleo (WPC), uma organização que congrega 66 países membros cujos objetivos principais são promover o desenvolvimento dos recursos de petróleo e gás para o benefício da humanidade e promover o debate das questões globais de energia. Anteriormente, atuou como Vice-Presidente do WPC desde 2005 e foi responsável pelo programa técnico para os Congressos Mundiais de Petróleo que ocorreram em Doha, no Qatar, em 2011, e Madrid, Espanha, em 2008. Ele também atua no Conselho Consultivo do Maguire Energy Institute da Texas Southern Methodist University, Dallas. Atuou como curador do Museu de Belas Artes de Houston (2003 a 2006), como Presidente da Câmara de Comércio Texas-Brasil (2002-2007), e como Diretor do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP) de 1995 a 1997.

Antes de assumir sua atual posição na Barra Energia, atuou como Presidente Executivo da Thompson & Knight Global Energy Services, LLC, uma subsidiaria da Thompson & Knight criada para prestar serviços de desenvolvimento e gerenciamento de portfólio de negócios para a indústria de energia em geral.

Previamente, Bertani trabalhou durante 31 anos na Petrobras, companhia petrolífera estatal brasileira, exercendo diversos cargos de nível técnico e de alta gerência. Dentre eles, o de Presidente da Petrobras America, Inc., uma subsidiária da estatal brasileira com sede em Houston, onde foi responsável por um plano de investimentos muito bem sucedido, que resultou na construção de um valioso portfólio de ativos de exploração e produção (2001-2006). Foi também Diretor Executivo da Petrobras UK (1998-2001) e Diretor Internacional da área de E&P do Grupo Petrobras (1992-1997).

Possui mais de 33 anos de experiência internacional em projetos de exploração e produção, aquisições e de desinvestimentos em países da América Latina (particularmente Brasil, Colômbia, Bolívia, Peru, Equador e Argentina), Oeste da África, Reino Unido e Golfo do México (Estados Unidos), sendo diretamente responsável pela implantação de estratégias inovadoras e de liderança de equipes que levaram a importantes descobertas de petróleo e gás tais como os campos de gás de San Alberto e San Antonio na Bolívia, os campos marítimos de petróleo de Akpo e Agbami na Nigéria, e os de Cascade, Chinook e Saint Malo do Terciário Inferior no Golfo do México (USA).

Renato Tadeu Bertani é formado em Geologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e obteve os graus de Ms. Sci e Ph.D. em Geologia Sedimentar e Geoquímica pela Universidade de Illinois, USA. Ele também desenvolveu e ministrou um Curso de Gestão em Negócios de E&P que já foi ministrado com enorme sucesso em Houston (cinco vezes), Rio de Janeiro (quatro vezes), China, Uruguai e Nicaragua.

Cesar Cainelli Vice-Presidente de Exploração e Produção  

César Cainelli é Vice-Presidente de Exploração e Produção da Barra Energia, desde Out/2010, sendo responsável pelas atividades de upstream da companhia que conduzam a formação de um portfólio balanceado e rentável de ativos de exploração e de produção, principalmente nas bacias de Santos, Campos e Espírito Santo.

Antes de ingressar na Barra Energia, trabalhou 31 anos na PETROBRAS – Petróleo Brasileiro S/A (1979 a 2010), em várias funções técnicas e gerencias, sendo sua última função na Petrobras atuar de 2008 a 2010 como de Gerente de Exploração da Bacia do Espírito Santo, na sede da companhia no Rio de Janeiro, em 15 grandes blocos exploratórios marinhos, além de supervisionar as atividades na área terrestre da mesma bacia.

Dentre seus cargos mais importantes, foi Vice-Presidente de Exploração da PETROBRAS AMÉRICA INC. em Houston (EUA), de 2004 a 2008, adquirindo mais de 200 blocos no Golfo do México e conduzindo a companhia a descobertas e/ou delimitação de importantes descobertas como Cascade, Chinook, Saint Malo, Stones e Tiber. Entre 2002 e 2004 foi Gerente Global de Exploração da Petrobras, responsável por todas as atividades internacionais da companhia, especialmente nas Américas e África.

Cainelli tem mais de 30 anos de experiência na área de petróleo nacional e internacional, sendo reconhecido na indústria como um experiente geólogo descobridor de petróleo. Possui grande conhecimento dos modelos deposicionais e dos sistemas petrolíferos das águas profundas no Brasil, Oeste da África e Golfo do México, e na formação e gestão de equipes multifuncionais para identificar áreas com grande potencial de hidrocarbonetos, explorar e delimitar grandes acumulações de petróleo e gás em águas profundas.

César Cainelli é formado em Geologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil, e doutorado (Ph.D.) em Geologia pela Universidade do Texas em Austin (EUA), tendo participado de dezenas de congressos, seminários e simpósios no Brasil e no exterior como participante, palestrante, professor e presidente de mesa. Ministrou vários cursos de Estratigrafia, Sedimentação e Sistemas Petrolíferos em universidades brasileiras e estrangeiras como professor convidado e na orientação de mestrandos e doutorandos, tendo sido instrutor da AAPG, SEPM e SEG em cursos sobre a geologia das bacias sedimentares brasileiras.

Brian Byrne Diretor Financeiro & VP de Desenvolvimento de Negócios  

Brian Byrne é Diretor Financeiro desde novembro de 2013 e Vice-Presidente de Desenvolvimento de Negócios desde maio de 2010. As principais responsabilidades dele incluem a direção das finanças corporativas da Barra Energia, supervisionando suas funções de contabilidade e controle, mantendo relacionamento com as principais instituições financeiras e com os auditores independentes, e otimizando a estrutura fiscal internacional da Barra Energia. Brian também é responsável pelas análises das transações da empresa, e das atividades de estruturação e execução.

Brian está envolvido na indústria de petróleo e gás há 20 anos, trabalhando em bancos de investimentos, bem como membro de grupos de implantação de projetos de uma importante companhia integrada de petróleo.

Antes de ingressar na Barra Energia, Brian atuou como Diretor da Citigroup Global Energy na área de Investment Banking, onde foi responsável pela criação e execução de iniciativas de fusões e aquisições, e também em operações de mercados de capital no setor de petróleo e gás. Antes de entrar para o Citigroup, Brian era um Associado do Grupo de Energia da Wasserstein Perrella & Co, onde também se concentrou em fusões e aquisições na área de E&P. Brian começou sua carreira na Atlantic Richfield Company, onde ele estava envolvido na execução de transações de mercados de capital, bem como em projetos de aquisição e alienação.

Brian Byrne é formado em Ciência Política pela Universidade de Syracuse e possui um MBA pela Universidade de Georgetown, onde recebeu honras acadêmicas Beta Gamma Sigma.

Shiniti Ohara Gerente de Perfuração  

Shiniti Ohara é Gerente de Perfuração da Barra Energia desde setembro de 2011, responsável pela análise e acompanhamento da perfuração de poços, cálculos de custo e auxiliando nas análises técnicas e estratégias de negócio e responsável pela implantação do Sistema de Gestão Integrado de Saúde, Meio-Ambiente e Segurança.

Shiniti é também Professor Colaborador do Curso de Graduação em Engenharia de Petróleo da Escola Politécnica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde leciona Engenharia de Poços e Perfuração Avançada desde 2005. Lecionou Perfuração no curso de MBA em Gestão de E&P do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP) no período de 2006 a 2010. Foi por várias vezes Coordenador do Subcomitê de Operações do IBP. Profundo conhecedor das regras de Conteúdo Local dos vários bid rounds da ANP tendo participado do Grupo de Trabalho de Conteúdo Local do Prominp (Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural, coordenado pelo Ministério de Minas e Energia) representando o IBP. Colaborou na edição do Deep water Well Control Guidelines da International Association of Drilling Contractors (IADC) e foi autor e coautor de vários artigos técnicos apresentados em Conferências e publicados em revistas especializadas. Participou de várias bancas de exames de Projeto final de Graduação, de teses de Mestrado e de dissertação de Doutorado. É membro da SPE (Society of Petroleum Engineer) onde foi Diretor de Transferência de Tecnologia de 2003 a 2005 e Diretor de Educação Continuada de 2008 a 2010 da SPE seção Brasil. Participou de vários comitês técnicos da Rio Oil and Gas Conferência e Exibição e da OTC (Offshore Technology Conference) de Houston e OTC Brasil.

Antes de assumir sua atual posição na Barra Energia, atuou como Gerente de Perfuração da HRT Petróleo e Gás, da BP do Brasil e da Devon Energia do Brasil Ltda (onde trabalhou por cinco anos) e gerenciou a Perfuração do Poço recordista Brasileiro de longo alcance com 6.500m de profundidade medida e afastamento de 5.600m. Trabalhou na Shell Brasil onde foi Diretor Gerente da Seapos Ltda, uma subsidiaria da Shell Brasil Ltda, Vice Presidente de Operações da Pecten, Gerente do ativo de Merluza, Supply Chain Manager e Superintendente de Perfuração onde trabalhou por seis anos e participou das primeiras descobertas de óleo após a abertura do mercado de O&G no Brasil, nos blocos BC-10 e no BS-4. Participou também da perfuração com BOP de superfície e sonda de posicionamento dinâmico no poço recordista brasileiro em lâmina d’água (2.887m). Atuou, também, como Gerente Técnico e Gerente de Contratos da R&B Falcon (hoje Transocean).

Previamente, Shiniti trabalhou durante 20 anos na Petrobras, exercendo diversos cargos de nível técnico e de gerência. Dentre eles, o de Gerente do Setor de Perfuração Exploratória do Sul-Sudeste e Chefe do Setor de Perfuração direcional onde perfurou o primeiro poço horizontal da América Latina em 1989 no Campo de Bonito. Ele foi Coordenador de controle de Poços em Águas Profundas e Coordenador do Programa de Segurança de Posicionamento Dinâmico (DPPS). Participou da perfuração de mais de 500 poços offshore sendo mais de 200 poços em águas profundas entre elas os descobridores dos Campos Gigantes de Albacora, Marlim e Roncador.

Shiniti Ohara é formado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) onde também cursou Ciências de Computação (incompleto) e obteve o grau de M.Sc. em Engenharia de Petróleo na mesma Universidade. Obteve também o grau de Ph.D. em Engenharia de Petróleo na Louisiana State University (LSU) nos EUA. Foi o professor homenageado escolhido pelos alunos da primeira turma que se formou em Engenharia de Petróleo da UFRJ em 2009 e, também, foi escolhido professor homenageado em 2014, e é membro da Sociedade Honorífica de Engenharia de Petróleo Pi Epsilon Tau.

Antonio Rocha Geofísico Sênior  

Antonio Rocha é geofísico sênior da Barra Energia desde outubro de 2010. Trabalha na interpretação do bloco BM-S-8, em particular na interpretação de appraisal do Campo de Carcará, no pré-Sal, incluindo modelo estático de reservatórios. No Bloco BS-4, efetuou uma avaliação exploratória completa de todos os Leads e prospectos, atuando como secondee para a operadora QGEP. Além disso, efetuou uma intepretação detalhada do Campo de Atlanta. Atuou ainda em novas áreas, com avaliação dos blocos exploratórios oferecidos na Bacia do Espirito Santo da Rodada 11 e também na integração regional dos dados da Bacia de Santos visando o pré-sal.

Antes de assumir sua posição atual na Barra Energia, foi Team Leader de exploração na BG E&P Brasil, sendo responsável pela operação do bloco BM-S-52 e pelos estudos e acompanhamento da exploração nos blocos BM-S-50, BM-S-10 e BM-S-9 (parte exploratória), todos no pré-sal da Bacia de Santos. Também esteve a cargo da avaliação de novas áreas nessa bacia.

Rocha trabalhou por mais de 23 anos na Petrobras Internacional, tendo exercido diversos cargos na área técnica e gerencial, entre eles o de Gerente de Exploração, reservas e reservatórios dos assets da Bolívia entre 2000 e 2004, quando foi o responsável pela programação e acompanhamento do plano de appraisal dos campos gigantes de gás San Alberto e Sábalo além de um programa de novas áreas que permitiu o ingresso da companhia em três blocos exploratórios. Em seguida foi coordenador na área de portfólio do Cone Sul. Depois de ter deixado a companhia, tendo trabalhado na Hocol na Colômbia, voltou como gerente de exploração de um bloco da Líbia e novas áreas da Líbia e Argélia.

Possui mais de 34 anos de experiência em exploração/desenvolvimento. Trabalhou com bacias de todos os países da América do Sul com tradição petrolífera (Argentina, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela). Com relação a bacias da África, trabalhou por um longo tempo com Angola e em avaliação de novas áreas do Gabão, Congo, Costa do Marfim e Argélia.

Rocha é formado em geologia pela Universidade de São Paulo e tem mestrado em Geoengenharia de petróleo pela Unicamp, com tese na área de geofísica de reservatórios.

Michelle Pina Gerente Financeira e Tributária  

Michelle Pina é Gerente Financeira e Tributária da Barra Energia e ingressou na empresa em fevereiro de 2012.

É responsável pela apuração dos tributos diretos e indiretos, bem como cumprimento das respectivas obrigações acessórias, gerencia contas a pagar e aplicações financeiras, mantendo relação com os bancos (nacionais e estrangeiros) e as políticas e procedimentos de tesouraria, monitorando as atividades bancárias e certificando que o fluxo de caixa seja suficiente para cobrir as necessidades da empresa, e preparando relatórios semanais enviados aos diretores e investidores.

Inicialmente, era responsável pela gestão da área tributária e implantou todas as rotinas fiscais da empresa. Em maio de 2014, também assumiu a gestão do departamento financeiro de toda a estrutura societária da Barra Energia.

Antes de ingressar na Barra Energia, Michelle trabalhou como Gerente Contábil e Tributária nas empresas Omni Táxi Aéreo S/A e Puig Cosméticos, multinacionais portuguesa e espanhola, respectivamente. Dentre suas principais atividades, ela otimizou as rotinas contábeis e fiscais e manteve relacionamento com órgãos reguladores.

Previamente, Michelle foi gerente por aproximadamente 10 anos na maior empresa de contabilidade do Rio de Janeiro, a Domingues e Pinho Contadores, onde era responsável pela área tributária com uma carteira de clientes dos mais diversos segmentos (indústrias, importadores, oil & gas, comerciais atacadistas e varejistas, prestadores de serviços), sendo a maioria multinacionais. Foi responsável também pelo desenvolvimento e aplicação de treinamentos ministrados a trainees e funcionários (auxiliares, analistas e supervisores), elaborou artigos tributários para o site da Domingues e Pinho Contadores e apresentou diversas palestras aos clientes.

Michelle Pina é formada em Ciências Contábeis pela Faculdade Moraes Junior / Mackenzie Rio e possui MBA em Direito Tributário pela Universidade Cândido Mendes, possuindo 18 anos de experiência nas áreas contábil e tributária e 3 anos na área financeira.

Adhara Lopes Gerente Comercial  

Adhara Lopes é Gerente Comercial da Barra Energia desde janeiro de 2016, responsável, principalmente, pela gestão comercial e operacional da produção de óleo da empresa.

Anteriormente, Adhara trabalhou durante quatro anos na OGX/OGPar, exercendo as funções de Analista Comercial e, por fim, Coordenadora Comercial. Dentre suas principais atividades, estava o desenvolvimento e coordenação do modelo de exportação da companhia e o monitoramento e análise do mercado de óleo e frete. Cuidou também das habilitações e registros da companhia para fins de exportação do óleo junto às autoridades brasileiras.

Antes de ingressar na OGX/OGPar, Adhara atuou por oito anos na Petrobras (Rio de Janeiro), na área Comercial de Importação e Exportação de Petróleo. Dentre suas responsabilidades, que eram voltadas para a área operacional do óleo, estavam as importações e exportações, vendas offshore e vendas no mercado interno, passando por experiências internacionais em Cingapura e Londres. Adhara iniciou sua carreira na Global Transporte Oceânico, sendo responsável pelo monitoramento e programação marítima dos navios.

Adhara é formada em Comércio Exterior pela Universidade Estácio de Sá e possui MBE em Comércio Exterior pela UFRJ.

Topo

Conselho de Administração

João Carlos de Luca Presidente do Conselho de Administração  

É um dos sócios-fundadores da Barra Energia, exercendo atualmente o posto de Presidente do Conselho de Administração da empresa. Foi Presidente do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis por 14 anos (2001 a 2015), sendo agora Conselheiro Emérito do mesmo. É também Presidente do CCE/FGV-Comitê de Cooperação Empresarial da Fundação Getúlio Vargas.

Foi Presidente da Repsol YPF no Brasil por 11 anos (até 2009), empresa que ajudou a fundar em 1998. Foi um dos responsáveis pela criação do importante portfólio de E&P dessa companhia no Brasil, com destaque para a correta e pioneira decisão estratégica de entrar nos blocos do pré-sal da Bacia de Santos, que resultou em recursos potenciais para a Repsol da ordem de 2 bilhões de barris de óleo equivalente, e um valor de mercado (2010) de cerca de US$ 12 bilhões.

Foi Diretor de Exploração e Produção (E&P) da Petrobras – Petróleo Brasileiro S.A. - entre 1990 e 1995, sendo simultaneamente Membro do Conselho de Administração da Petrobras Holding e suas Subsidiárias. Responsável pelas áreas de Exploração, Perfuração e Produção da Petrobras no Brasil, gerenciava ao redor de 22.000 pessoas e 837 gerentes.

Nos 24 anos que esteve na Petrobras (1974-1997), desempenhou diversas outras funções técnicas e gerenciais relevantes, entre elas a de Gerente Geral da Bacia de Campos (1986-89) até então a mais importante província petrolífera do país, e a de Gerente Geral do Departamento de Produção na sede da Cia. (1989-90). Esteve diretamente envolvido e liderando as equipes técnicas de operação que ajudaram a desenvolver a tecnologia submarina para produção em águas profundas, que viabilizou a produção dos campos gigantes localizados em mais de 1.000 metros de água. Nesse período, diversos recordes mundiais foram sucessivamente estabelecidos, fazendo da Bacia de Campos um verdadeiro laboratório mundial de desenvolvimento tecnológico em águas profundas, consolidando a posição da Petrobras como grande líder mundial em tecnologia de exploração e produção submarina.

É membro do Comitê Executivo do IGU – International Gas Union - desde 2006. É Secretário do Comitê Nacional do WPC – World Petroleum Council – desde 1997, tendo sido Presidente do Comitê Organizador do 17° Congresso Mundial do Petróleo realizado no Rio de Janeiro em 2002, e membro do Comitê Executivo (2000 a 2008). Participa em inúmeros outros Conselhos de Associações e empresas ligadas à área de energia (PROMIMP, EPE, ONIP, FIESP, IBEF-RJ, CNI, ABDIB).

Recebeu vários prêmios, entre eles “O Executivo do Ano” (2002) e o Troféu “O Equilibrista” pelo IBEF (Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças); “Personalidade do Petróleo 1994”, outorgado pelo Sindicato de Engenheiros do Estado de São Paulo; “Medalha Pedro Ernesto” e o Título de Cidadão Honorário da Cidade do Rio de Janeiro, a mais alta honraria da Câmara Municipal da Cidade do Rio de Janeiro (2003); “Medalha Tiradentes” (2003), a mais alta honraria da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, e o título de Cidadão Benemérito do Estado do Rio de Janeiro. Recebeu em 2009 a o título de “Embaixador da Cultura, da Paz e da Fraternidade”, e a primeira “Medalha Embaixador Sérgio Vieira de Mello” instituída nesse ano pela ONU e pelo “Instituto de Altas Honrarias do Brasil” em homenagem ao Embaixador Sérgio Vieira de Mello, morto em Missão Oficial da ONU no Iraque.

João Carlos de Luca é formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Paraná (1973) e em Engenharia de Petróleo pelo SEN-BA / Petrobras (1975), com especialização (1989) em Gerencia de Petróleo pelo “Arthur de Little Management Education Institute” (Cambridge- Massachussets - USA).

Renato Bertani Diretor  

Renato Bertani é Diretor Executivo da Barra Energia desde maio de 2010, responsável pela definição das estratégias de negócio, implementação de um plano de investimentos em exploração e desenvolvimento da produção em certas bacias sedimentares brasileiras, e pela gestão operacional e corporativa da companhia.

Bertani é também Vice-Presidente do Conselho Mundial de Petróleo (WPC) desde 2005, sendo responsável pelo programa técnico do último Congresso Mundial de Petróleo realizado em Madrid (2008), e do próximo que terá lugar em Doha (Qatar) em 2011. Ele também atua no Conselho Consultivo do Maguire Energy Institute da Texas Southern Methodist University, Dallas. Atuou como curador do Museu de Belas Artes de Houston (2003 a 2006), como Presidente da Câmara de Comércio Texas-Brasil (2002-2007), e como Diretor do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP) de 1995 a 1997.

Antes de assumir sua atual posição na Barra Energia, atuou como Presidente Executivo da Thompson & Knight Global Energy Services, LLC, uma subsidiaria da Thompson & Knight criada para prestar serviços de desenvolvimento e gerenciamento de portfólio de negócios para a indústria de energia em geral.

Previamente, Bertani trabalhou durante 31 anos na Petrobras, companhia petrolífera estatal brasileira, exercendo diversos cargos de nível técnico e de alta gerência. Dentre eles, o de Presidente da Petrobras America, Inc., uma subsidiária da estatal brasileira com sede em Houston, onde foi responsável por um plano de investimentos muito bem sucedido, que resultou na construção de um valioso portfólio de ativos de exploração e produção (2001-2006). Foi também Diretor Executivo da Petrobras UK (1998-2001) e Diretor Internacional da área de E&P do Grupo Petrobras (1992-1997).

Possui mais de 33 anos de experiência internacional em projetos de exploração e produção, aquisições e de desinvestimentos em países da América Latina (particularmente Brasil, Colômbia, Bolívia, Peru, Equador e Argentina), Oeste da África, Reino Unido e Golfo do México (Estados Unidos), sendo diretamente responsável pela implantação de estratégias inovadoras e de liderança de equipes que levaram a importantes descobertas de petróleo e gás tais como os campos de gás de San Alberto e San Antonio na Bolívia, os campos marítimos de petróleo de Akpo e Agbami na Nigéria, e os de Cascade, Chinook e Saint Malo do Terciário Inferior no Golfo do México (USA).

Renato T. Bertani é formado em Geologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e obteve os graus de Ms. Sci e Ph.D. em Geologia Sedimentar e Geoquímica pela Universidade de Illinois, USA. Ele também desenvolveu e ministrou um Curso de Gestão em Negócios de E&P que já foi ministrado com enorme sucesso em Houston (cinco vezes), Rio de Janeiro (quatro vezes), China, Uruguai e Nicaragua.

Brian Byrne Diretor Financeiro & VP de Desenvolvimento de Negócios  

Brian Byrne é Diretor Financeiro desde novembro de 2013 e Vice-Presidente de Desenvolvimento de Negócios desde maio de 2010. As principais responsabilidades dele incluem a direção das finanças corporativas da Barra Energia, supervisionando suas funções de contabilidade e controle, mantendo relacionamento com as principais instituições financeiras e com os auditores independentes, e otimizando a estrutura fiscal internacional da Barra Energia. Brian também é responsável pelas análises das transações da empresa, e das atividades de estruturação e execução.

Brian está envolvido na indústria de petróleo e gás há 20 anos, trabalhando em bancos de investimentos, bem como membro de grupos de implantação de projetos de uma importante companhia integrada de petróleo.

Antes de ingressar na Barra Energia, Brian atuou como Diretor da Citigroup Global Energy na área de Investment Banking, onde foi responsável pela criação e execução de iniciativas de fusões e aquisições, e também em operações de mercados de capital no setor de petróleo e gás. Antes de entrar para o Citigroup, Brian era um Associado do Grupo de Energia da Wasserstein Perrella & Co, onde também se concentrou em fusões e aquisições na área de E&P. Brian começou sua carreira na Atlantic Richfield Company, onde ele estava envolvido na execução de transações de mercados de capital, bem como em projetos de aquisição e alienação.

Brian Byrne é formado em Ciência Política pela Universidade de Syracuse e possui um MBA pela Universidade de Georgetown, onde recebeu honras acadêmicas Beta Gamma Sigma.

Will Honeybourne Diretor  

Will Honeybourne ingressou no First Reserve em 1999, sendo atualmente Diretor Executivo baseado em Houston. Suas responsabilidades incluem identificar oportunidades de investimentos, estruturar e monitorar negócios, com especial ênfase nos setores de equipamentos, industrial e de serviços, e de produção de petróleo e gás e nos mercados internacionais.

Antes do First Reserve, Will Honeybourne foi Vice-Presidente Senior da Western Atlas International, além de Presidente e CEO da empresa Computalog, baseado em Alberta - Canadá. Na Baker Hughes, onde iniciou sua carreira, desempenhou funções como Vice-Presidente e Gerente Geral da INTEQ, e Presidente da EXLOG.

Além de atuar nos conselhos de várias empresas de serviços petrolíferos e de companhias de E&P (Exploração e Produção) nos EUA, Reino Unido, Canadá e Cingapura, Will Honeybourne também foi Diretor da CNOOC, companhia chinesa listada na bolsa de Hong Kong.

Ele é bacharel em Tecnologia de Petróleo pelo Imperial College da London University, e é membro da Society of Petroleum Engineers e da Sociedade de Geofísicos de Exploração. Também é Diretor da Associação de Fornecedores de Equipamentos de Petróleo.

John Yearwood Diretor  

John Yearwood foi Presidente Executivo (CEO) e de Operações da Smith International entre Janeiro de 2009 e Agosto de 2010. Passou a fazer parte do grupo Smith International em 2008, atuando como Vice-Presidente Executivo e Presidente da área de Completação de Poços e Serviços de Produção, logo depois do processo de aquisição da WH Energy.

John foi eleito Membro do Conselho de Administração da Smith em 2006, onde ficou até Agosto de 2010, quando se deu a venda da Smith para a Schlumberger. Como Presidente Executivo da Smith International, John liderou as negociações com a Schlumberger, e posteriormente desempenhou papel extremamente relevante no processo de integração das duas empresas.

Antes da Smith International , John Yearwood esteve por 27 anos na Schlumberger, Ltd. Nessa empresa desempenhou inúmeras posições gerenciais na área de operações e de suporte na América Latina, Europa, Norte da África e América do Norte. Entre 1998 e 2006, John ocupou as posições de Presidente Mundial da Dowell Schlumberger, Diretor da Schlumberger Oilfield Services, Diretor Financeiro da WesternGeco, Controller da Schlumberger Oilfield Services, e Presidente da Schlumberger Oilfield Services para as Américas.

Recebeu o título de Bacharel em Geologia e Meio Ambiente pela Oxford Brookes University da Inglaterra, com menção honrosa.

Atualmente é também Conselheiro das empresas de petróleo NFR Energy e Sheridan Production Partners, e associado da SPE (Society PF Petroleum Engineers).

Michael G. France Diretor  

Michael G. France, Diretor, se juntou ao First Reserve em 2007. Suas responsabilidades vão desde a geração e estruturação de negócios até due diligence, execução e monitoramento, com foco especial no setor de reservas.

Antes de ingressar no First Reserve, Michael France foi Vice-Presidente do Grupo de Recursos Naturais do Investment Banking Division, do Lehman Brothers. Antes do Lehman Brothers, foi consultor sênior da Deloitte & Touche.

Michael France possui um B.B.A. Cum Laude em Finanças pela Universidade do Texas e um MBA pela Jones Graduate School of Management da Universidade Rice.

Robert M. Tichio Diretor  

Robert Tichio é diretor do Riverstone, e está baseado em Nova York. Antes de ingressar no Riverstone, em 2006, Robert Tichio trabalhava para a Principal Investment Area (PIA), do Goldman Sachs, que administra os investimentos de private corporate equity da empresa.

Começou sua carreira no JP Morgan no grupo de Fusões e Aquisições onde se concentrou em indústrias com atribuições que incluem associações de empresas públicas, venda de ativos, compras de empresas e aquisições alavancadas.

Tichio atua no Conselho de Administração da Phoenix Exploration, Titan Operation, Gibson Energy, Eagle Energy, Canera Resources, Three Rivers Operating, Mistral Energy, e ILX. Robert Tichio recebeu seu AB pela Dartmouth College como um graduado Phi Beta Kappa, e posteriormente recebeu seu MBA com distinção pela Harvard Business School.

N. John Lancaster, Jr. Diretor  

John Lancaster se juntou ao Riverstone em 2000, e é responsável pela pesquisa e gestão de investimentos em todo o setor de energia, com especial ênfase nos setores de serviços petrolíferos e de exploração e produção.

Antes de ingressar no Riverstone, John Lancaster era diretor do The Beacon Group, LLC ("Beacon"), uma empresa privada especializada em investimento de capital e serviços de consultoria estratégica no setor de energia e outras indústrias.

Lancaster começou sua carreira no Bankers Trust e, posteriormente, no CS First Boston, desenvolvendo atividades como banqueiro de investimentos e analista de pesquisa de ações focadas nos setores de serviços petrolíferos e transmissão de gás não regulamentado da indústria de energia. John Lancaster atua no Conselho de Administração da Cobalt International, Titan Specialties, Dresser Industries, Dynamic Industries, Dynamic Offshore Resources, Enduro Resource Partners, Cuadrilla Resources, Hudson Products Corp. e Liberty Resources.

Lancaster recebeu seu B.B.A. da Universidade do Texas, onde ele atua no Conselho Consultivo da McCombs School of Business, e possui MBA pela Harvard Business School.

Topo